quarta-feira, 21 de março de 2012

FODA-SE!


Se estás cheio de problemas, reclamar não vai resolver nada. Então, FODA-SE!
De todos os mantras que conheço, poucos são tão poderosos como este. Apesar de tão curto, o seu efeito causa verdadeiras revoluções nas vidas das pessoas, pois o FODA-SE! tem o poder de libertar.
Pode parecer que estou na treta, que estou a ser sarcástico para falar sobre coisas tão sérias, mas é neste ponto que o FODA-SE! tem sua força: na irreverência. Nunca digas FODA-SE! com ódio, despeito ou tristeza. Antes de tudo, ele deve ser repetido com bom humor
O FODA-SE! é ótimo para quem vive controlando-se todo de alto abaixo, para essas pessoas que querem tanto ser  perfeitinhas, que vivem de aparências, morrendo de medo de arriscar. Ou seja, o FODA-SE! é um mantra milagroso para gente covarde, que tem medo até de colocar os pés para fora de casa.
E como é bom quando estas pobres almas dizem pela primeira vez:  "Foda-se!!!! Cansei de ser certinho!! Cansei de ter medo de tudo!"
O FODA-SE! é poderoso porque desdenha de tudo aquilo que imaginas como certo, como regras fixas, jogando por terra todos os pensamentos que criamos como verdadeiros, mas que servem apenas para nos escravizar. O FODA-SE!  Esta é bem verdade!
Resumindo: O FODA-SE! liberta!
Quando te acostumares a dizer FODA-SE! para todas as porcarias que carregas, para todos os medos, apegos e obsessões, irá sentir-te mais leve. Sim, o lixo que carregas pesa na alma, por isso que muitas vezes tu, e eu, sentes-te como que carregando o mundo nas costas.
Por falar em carregar o mundo, que tal deixares de querer cuidar tanto dos outros, compreendendo que cada um é responsável por sua felicidade ou infelicidade?
Podes dar alguns conselhos para aquela, ou aquele, sua amiga neurótica, mas se ela não quiser ouvir, problema dele, FODA-SE!!!! Fizeste a tua parte.
"Mas ela, ou ele, é minha amiga!" Ora, deixa de conversa fiada! Ela, ou ele, é responsável pela vida que leva, não tu. E se ela insiste em afundar-se: FODA-SE!!!!
Os euros tão curtos, não sobram népia para pagar as contas? Em vez de entrar em parafuso e ficar o estômago ás voltas, cultivando úlceras, apenas diz: "FODA-SE!, quando tiver guita eu pago!" Hoje em dia não tem mal ser caloteiro, num país que deve até as cuecas ao FMI, é algo super natural.
Ela não te deixa “dar uma” e tu tas cheio de vontade? FODA-SE! Bate uma e aguenta-te.
O chefe passa os dias a dar-te na cabeça por coisas de nada? FODA-SE! Manda-o  pró c…… e ri-te para ele!
E quando bater aquele medo de uma cena qualquer, basta dizer FODA-SE! Eu sou capaz, eu vou vencer! E se não venceres, diz: "FODA-SE! Eu vou vencer para a próxima, se não houver próxima diz, na mesma: FODA-SE! Eu tentei!
Aprende a não valorizar tanto as tuas limitações, e diz um lindo e radiante FODA-SE! para a maré de azar por que estou a passar.
Tu és daquelas, ou daquelas, infelizes que arranja um homem, ou mulher, e logo achas que ele, ou ela, é tudo na tua vida, que sem ele, ou ela, não conseguirias viver? Argh, que cena ranhosa!
Então, olha bem para ele, ou ela, imagina-o sentado, sentada, na sanita com um rolo de papel higiênico na mão. Então? Ele, ou ela, ainda continua a ser um Deus para ti? Não? Ótimo! Mas se ainda está-te a ser difícil aceitar que ele, ou ela é um simples mortal, então diz "FODA-SE! Ninguém é tão bom assim para eu idolatrar". E se ele, ou ela for embora?
FODA-SE! Arranjas outro... E se não arranjares outro igual? FODA-SE! Arranjas um melhor… E se não arranjares nenhum? FODA-SE! Antes só que mal acompanhado
Se a tua mãe vive-te, criticando, porque precisas emagrecer, precisas arranjar alguém, ou porque quer um netinho diz: "FODA-SE! Não vou mudar para agradar ninguém!"
E se o papá vive-te martelando as ideias, porque devias seguir a carreira dele, e tu não tas nessa, basta dizer: "FODA-SE! É melhor que ele morra de deceção a fazer o que não vai me dar nenhum prazer."
Viram como o FODA-SE! pode ser um péssimo mantra para quem deseja te dominar, mas um bom mantra para ti?
Então, o que estás à espera para gritar: FOOOOODA-SEEEEE!!!!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário